domingo, março 08, 2009

Historia de gatinho que me tocou.... leiam precisa de dono




O ZON que está sempre ON :) é um gatinho muito especial com cerca de 5 meses e está preso numa boxe, jaula, chamem-lhe o que quiserem, está preso desde a época do Natal. Quem cuida dele, cuida bem, dá-lhe de comer, beber, botijinha de água quente para não ter frio, caixote e mimo quando se tem tempo. Mas está preso porque quem o guarda não quer abandona-lo!

Este menino foi adoptado por uns senhores que lhe apadrinharam de ZON, quando o levaram para casa não tardou a manifestar uma doença. Este querido felpudo, que brinca que nem um louco, é super fofo e lindo, tem uma personalidade especial, e é um cromo de partir a rir, mas teve o azar de ter a Leucemia dos gatos.

Esta doença, não se contagia ás pessoas nem aos cães, mas é contagioso entre gatos, o que significa que não pode estar numa casa com outros gatos. Estes senhores não tinham mais gatos, bem que podiam ter ficado com este. Mas devolveram-no, deixando-o até hoje sem dono, porque tem uma doença. Eu se tivesse um filho e ele nascesse deficiente não o iria devolver, mas pronto!
E agora está lá dias a fio fechado. Adorava que ele conhecesse alguém que lhe desse felicidade nos longos momentos que ainda tem de saúde pela frente. Este ZON não teve sorte com a saúde e não está a ter sorte em ter um dono especial .

O novo dono tem que aceita-lo como ele é numa casinha sem mais gatinhos e sem poder sair á rua para não contagiar mais gatinhos, e que compreenda que o ZON poderá ter crises que pioram o estado da sua saúde e que isso tem como é obvio custos de veterinário. A primeira crise trouxe-lhe um engraçado movimento do corpo que nos faz rir e que por sorte não o faz sofrer e neste momento é um gato que está bem e podia estar numa casa a viver uma vida feliz como qualquer gato novo merece.

Se quer ser o dono deste gatinho, contacte-me. Tenho a veterinária dele que pode explicar bem como a doença dele funciona e que gastos podemos ter no futuro. Se gostava de ajudar mas não o pode ter, podemos sempre pensar num fundo monetário que ficaria guardado na veterinária para as próximas necessidades dele, e quem sabe assim já alguém o possa querer adoptar.

ver em: http://ajudar-animais.blogspot.com/

1 comentário:

Vanessa Guerra disse...

oh eu queria-o mas tenho mais 2 gatos e dois caes.. nao sei que faria com tantos animais e mais um doente.. tadinho.. que Deus o guarde bem..